Russomanno declara apoio à candidatura de Alckmin e pede prioridade para saúde
Na avaliação de Russomanno, Alckmin é o melhor nome para construir segurança jurídica e estabilidade econômica do país

Brasília (DF) – O líder do PRB na Câmara, deputado federal Celso Russomanno (SP), pediu ao presidenciável Geraldo Alckmin que priorize a saúde no seu plano de governo. “Vossa Excelência é médico e sabe o quanto o povo brasileiro vem sofrendo por falta de atendimento”, disse o republicano durante a convenção nacional do PRB que oficializou apoio à candidatura do tucano à presidência da República. O evento aconteceu no Auditório Freitas Nobre da Câmara dos Deputados e contou com a presença do presidente nacional do PRB, Marcos Pereira.

Na avaliação de Russomanno, Alckmin é o melhor nome para construir segurança jurídica e estabilidade econômica. “Esperamos que Vossa Excelência dê ao povo brasileiro o que ele mais precisa: saúde, economia pujante e educação para nossas crianças e jovens”, afirmou. O líder do PRB também enfatizou que uma das prioridades dos republicanos é alinhar as propostas legislativas com a demanda dos brasileiros.

Russomanno declara apoio à candidatura de Alckmin e pede prioridade para saúde “Quando os projetos não estão de acordo com a vontade do povo, esta bancada consegue brigar e impedir que eles continuem tramitando até que cheguemos a um texto que atenda à população. É esse o trabalho do PRB e é com essa mesma garra e vontade que realizamos nossa convenção hoje e apoiamos o Geraldo Alckmin”, ressaltou Russomanno.

Marcos Pereira destacou que o PRB decidiu retirar a pré-candidatura do empresário Flávio Rocha ao Planalto por entender que o país não está “totalmente preparado” para uma candidatura integralmente liberal na economia e conservadora nos costumes. “A retirada dessa candidatura se deu pela necessidade um nome mais robusto para enfrentar extremos. Alckmin personifica hoje a competência e a capacidade de dialogar com os opostos”, disse Pereira.

Pereira também afirmou que não é com “mais populismo” que vai se resolver os problemas do país. “O Brasil vive um momento crucial da sua história e nós não podemos errar. Uma decisão mal tomada hoje pode representar um custo muito alto para os próximos quatro anos, ou até mais. Todos nós temos visto as manifestações dos extremos, da direita e da esquerda, e é muito difícil não se preocupar com o que cada uma dessas frentes defende e apoia”, acrescentou.

Texto: Mônica Donato / Ascom – Liderança do PRB na Câmara
Foto: Douglas Gomes

Posts Relacionados