A cerimônia aconteceu nesta terça-feira (21), na Câmara dos Deputados, por iniciativa primeiro vice-presidente da Casa, deputado federal Marcos Pereira (PRB-SP)
A cerimônia aconteceu nesta terça-feira (21), na Câmara dos Deputados, por iniciativa primeiro vice-presidente da Casa, deputado federal Marcos Pereira (PRB-SP)

Brasília (DF) – Os deputados federais Silas Câmara (PRB-AM), Aroldo Martins (PRB-PR) e Rosangela Gomes (PRB-RJ) destacaram os momentos de superação vividos por Israel e a excelência em tecnologia que a nação conseguiu atingir em menos de 100 anos de existência, durante a sessão solene em homenagem à criação do país. A cerimônia aconteceu nesta terça-feira (21), na Câmara dos Deputados, por iniciativa primeiro vice-presidente da Casa, deputado federal Marcos Pereira (PRB-SP), e contou com a presença do embaixador Yossi Shelley, parlamentares e representantes de entidades e da sociedade.

O deputado Silas Câmara destacou as conquistas da Nação que completa 71 anos. “Todas as pessoas que utilizaram a tribuna hoje ressaltaram a magnitude deste pequeno território que hoje é Israel. Com apenas oito milhões de habitantes, o país atingiu uma quantidade de feitos e de possibilidades que o transformou numa potência mundial”, afirmou.

O embaixador Yossi Shelley comemorou a boa convivência entre os dois países. “É uma grande honra estar aqui hoje. Sempre tivemos boas relações com o Brasil desde a época da criação do Estado de Israel, com Osvaldo Aranha, mas agora a amizade está mais forte do que nunca e, nós temos o Brasil como irmão do povo judeu”, disse.

Para o deputado Aroldo Martins, que viveu em Tel Aviv entre 2014 e 2016, o país é um exemplo de superação. “Que povo suportaria um massacre holocáustico que dizimou mais de 6 milhões dos seus? A nação de Israel suportou. Que povo se manteria unido, em seus costumes, crenças e tradições, após seguidas dispersões e, ao final, se transformaria em uma das mais poderosas nações da Terra? Israel assim o fez”.

Martins avaliou que, em meio a inúmeras guerras e com menos de um século de existência, Israel encontra amparo na determinação, na coragem e na fé inabalável de seu povo. “A fênix do deserto coleciona 3 prêmios Nobel da Paz, 6 Nobel de Química, 2 em Economia e 1 em Literatura”, comentou.

A republicana Rosangela Gomes, que esteve no país integrando uma comitiva de sete deputados para receber título de representantes da paz, chamou atenção para as técnicas de dessalinização da água do mar. “É possível, em 30 minutos, tirar a água salgada do fundo do mar e transformá-la em potável. Boa parte das nossas cidades não tem água potável. Nós sabemos da luta que é para abastecer e servir ao nosso povo e isso é algo que pode causar problemas de saúde pública”, disse. Ela comentou que gostaria de exportar o programa israelense de abastecimento de água para o Brasil.

Rosangela ainda falou sobre os avanços do país na preservação do meio ambiente. “Visitamos um projeto de altíssima qualidade em relação à sustentabilidade. Podemos ver como toneladas de lixo são recolhidas diariamente e a maneira com que Israel distribui todos os seus resíduos”, acrescentou.

Texto: Fernanda Cunha / Ascom – Liderança do PRB
Fotos: Douglas Gomes