rinaldi-digilio-vereador-prb-sp-qprojeto-gerar-energia-limpa-na-capital-foto-cedida-11-04-2017
Segundo Rinaldi a iniciativa visa estimular a pratica esportiva e ajudará à administração na economia de energia elétrica

São Paulo (SP) – Tramita na Câmara Municipal de São Paulo um projeto de lei do vereador Rinaldi Digilio (PRB) que propõe a criação do “Programa Municipal Pedalando e Gerando Energia Limpa em São Paulo”, que tem como objetivo a instalação de bicicletas ergométricas geradoras de energia nas academias ao ar livre de parques e praças da capital paulista.

Apresentada no dia 20 de março, a proposta, segundo Rinaldi, vai estimular a pratica esportiva e ajudará a administração na economia de energia elétrica. “Cada pedalada produz energia elétrica limpa que pode ser utilizada instantaneamente ou armazenada para utilização posterior. A aprovação deste projeto será uma grande conquista para os paulistanos. Incentivará a prática de esportes, que é saúde e vida, além disso, São Paulo poderá economizar recursos públicos gastos com o pagamento de energia elétrica para alimentar a ilrinaldi-digilio-vereador-prb-sp-qprojeto-gerar-energia-limpa-na-capital-foto-cedida-11-04-2017-02uminação desses espaços. Vamos inovar”, ressaltou Rinaldi Digilio.

De acordo com estudo que embasou o projeto do republicano, cada bicicleta pode produzir de 50 watts até 500 watts por hora de uso, variando de acordo com o modelo ou fabricante e com capacidade para recarregar até 100 celulares, dez notebooks ou cinco TV’s LED de 32 polegadas, funcionando durante uma hora.

“Se tivermos quatro pontos de iluminação pública em uma academia ao ar livre e estes equipamentos conseguirem alimentar 10% das lâmpadas, será um ganho para a prefeitura e para a cidade”, destacou o vereador.

Ainda segundo o vereador Rinaldi, o gasto com energia elétrica na iluminação pública, incluindo o uso em praças e parques, representou em 2015, uma conta de R$ 183 milhões pagos a AES-Eletropaulo, ou seja, foram consumidos cerca de 540 milhões de quilowatts/hora.

“A prefeitura não vai gastar com isso. Ao contrário, vai economizar energia elétrica. Tenho certeza que as empresas se interessarão em colocar seus equipamentos na maior cidade do país”, finalizou Rinaldi Digilio.

Texto: Agência PRB Nacional, com informações da Ascom vereador Rinaldi Digilio
Fotos: Cedidas

Posts Relacionados