Além da reestruturação do partido, o presidente estadual Sergio Fontellas falou sobre a importância da organização das demandas do Estado
Além da reestruturação do partido, o presidente estadual Sergio Fontellas falou sobre a importância da organização das demandas do Estado

São Paulo (SP) – O Partido Republicano Brasileiro (PRB) de São Paulo cresce a cada eleição e ocupa um lugar importante entre as principais forças políticas do estado mais representativo e populoso do país. Para continuar evoluindo, o PRB SP está se reestruturando com o objetivo de iniciar um planejamento visando as eleições de 2020 e 2022. O primeiro passo para permanecer no caminho do desenvolvimento e ganhar cada vez mais força foi o encontro entre o Presidente Estadual Republicano, Sergio Fontellas, e os membros da Comissão Participativa, formada por 19 coordenadores regionais. O evento que aconteceu no dia 20 (quarta), na sede do PRB na capital paulista, foi o ponto de partida para colocar em prática as novas diretrizes traçadas para os municípios do Estado de São Paulo, sempre com o pensamento de defender o direito político dos cidadãos. Em entrevista à Ascom PRB SP, Fontellas, contou um pouco sobre as ações que serão realizadas e fez um balanço sobre o momento atual do partido.

Entrevista:

PRB SP – O PRB SP é um partido com um crescimento constante desde a sua fundação. Mesmo assim, existe a necessidade de uma reestruturação?

SF: O PRB SP vem em um constante crescimento e não pode parar de crescer. Por isso, precisamos passar por algumas mudanças já planejando as ações para as próximas eleições. Em 2016, tivemos a grata experiência de ter 70 candidatos registrados para a disputa majoritária no estado sendo que 13 se elegeram prefeitos. Quase triplicamos o número de municípios, que antes era de cinco. De 138 vereadores nós saltamos para 251. São quase 100 mil filiados em todo estado. Queremos crescer ainda mais e precisamos nos reestruturar, é preciso saber como anda a situação dos municípios, saber quais cidades estão aptas para lançar candidatos e dar condições para termos, de fato, bons candidatos majoritários ou proporcionais. Temos que estar com o partido ativo e essa reestruturação vai contribuir muito para que isso aconteça.

PRB SP- De que forma o PRB Estadual pretende organizar e definir as estratégias para as executivas municipais?

SF: O planejamento será algo simples, mas efetivo e muito participativo. Iremos assumir definitivamente a coordenação política de todo Estado de São Paulo, deixando nossos deputados eleitos livres para cuidar apenas de seus mandatos, analisando onde eles devem indicar suas emendas e em quais locais eles devem focar seus trabalhos. Dessa forma vamos reestruturar as ações nos municípios de uma maneira mais concreta. Traçamos a estratégia de dividir o estado em 19 macro-regiões. Para me ajudar nessas tarefas, vou contar com coordenadores realizando um trabalho em loco em cidades estratégicas. Esses nomes vão compor nossa “Comissão Participativa”. Teremos um coordenador responsável no município e essa pessoa vai cuidar dos trabalhos de todas as cidades que integram essa região com o objetivo de identificar nossas principais lideranças. Esses coordenadores terão toda autonomia e confiança para exercerem um papel que será fundamental nas próximas eleições. Mas, claro, que eles não estarão sozinhos, teremos uma série de agendas onde vamos estar pessoalmente prestigiando os eventos e falando diretamente com a nossa militância. Vamos fazer um trabalho que vai chamar muita atenção daqueles que almejam um crescimento maior por meio do PRB.

PRB SP – Quais foram os critérios para a escolha dos coordenadores?

SF: As pessoas designadas para representar o PRB como coordenadores foram escolhidas a dedo e os critérios foram os serviços prestados, o desempenho nas últimas eleições e o comprometimento com nosso partido. São nomes que já possuem voz no PRB e agora terão autonomia dentro de cada cidade sede. Mas, é claro, com isso também vão ter muita responsabilidade em suas mãos.

PRB SP – Qual foi o objetivo da primeira reunião com os novos coordenadores regionais?

SF: Reunimos a todos para dar o start daquilo que iremos colocar em prática dentro do estado paulista. Conversamos e levamos nossas ideias para o Presidente Nacional do PRB, o Deputado Federal Marcos Pereira. Ele aprovou. Após a aprovação, marquei essa reunião com os coordenadores da Comissão Participativa. Chegou o momento de começar a realizar o que planejamos.

juPRBSP- O PRB possui o pensamento de fortalecer as lideranças do partido por segmentos?

SF: O PRB é um partido jovem e essa estratégia de reestruturação foi feita justamente para fazer com que tenhamos mais visibilidade e com isso agregar mais pessoas de vários segmentos diferentes. O PRB SP possui o segmento do PRB Mulher, onde queremos mostrar para as mulheres que o lugar delas também é na política. Também temos o movimento da juventude, onde os jovens podem expor a sua linha de pensamento. Temos o PRB Igualdade Racial… Enfim, são movimentos que, juntamente com os presidentes municipais, vão unir forças para levar as pessoas a entenderem que temos condições de realizar uma boa política seja em uma cidade pequena ou em uma metrópole como São Paulo.

PRB SP – Já existe uma diretriz de como a bancada estadual do PRB vai conduzir os trabalhos na Assembleia Legislativa?

SF: Ainda temos que aguardar a posse dos Deputados que acontece no dia 15 de março. Mas uma coisa eu posso garantir, nossa bancada será unida e coesa. E embora eles defendam bandeiras diferentes nos manteremos juntos com o mesmo propósito. Já definimos que vamos nos reunir uma vez por mês para tratar de assuntos que viabilizem o melhor para todo o estado de São Paulo. Queremos mostrar para os demais partidos que o PRB tem condições de realizar uma boa política através da união dos deputados.

PRB SP – Faça um balanço do momento atual vivido pelo PRB?

SF: Analisando friamente, o PRB é um partido que vem crescendo durante o passar do tempo e possui a projeção de manter esse crescimento. Evoluímos tanto nas eleições de 2014 como em 2016 e mesmo com toda essa turbulência do aumento do PSL, elevamos nossos números em 13% no pleito de 2018. Elegemos seis candidatos a deputado estadual, além de outros seis deputados federais. Os números apontam esse crescimento que só vem sendo possível graças ao planejamento, gestão e um trabalho sério voltado para os interesses da sociedade. Atualmente o PRB ocupa um espaço relevante tanto no cenário nacional como no Estado de São Paulo.

Texto e entrevista: Juscelino Pereira Jr. – Ascom PRB SP

Fotos: Lucas Campos

Posts Relacionados