“A lei visa o combate a qualquer tipo de violências nas escolas, ou seja, física ou verbal, pois com o decorrer dos anos esse tipo de violência tem crescido muito”, relata Zuffa
“A lei visa o combate a qualquer tipo de violências nas escolas, ou seja, física ou verbal, pois com o decorrer dos anos esse tipo de violência tem crescido muito”, relata Zuffa

Barueri (SP) – Em vigor desde o ano passado no município de Barueri, lei de autoria do vereador Wilson Zuffa (PRB) propõe ao Poder Executivo a elaboração de políticas de combate à violência nas escolas públicas da rede municipal de ensino.

Pela proposta, o município deve elaborar diretrizes para que a Prefeitura desenvolva políticas de segurança nas escolas, dentre elas o monitoramento das condutas ou atos de violência ocorridos nas escolas envolvendo alunos professores, dirigentes e demais agentes que trabalham nas unidades de ensino.

Outra diretriz defendida na lei é a que sugere a identificação dos estabelecimentos de ensino com o maior número de ocorrências relacionadas à violência para os quais o parlamentar sugere a intensificação de ações sociais para estes locais.

Para Wilson Zuffa, a inciativa permitirá que os gestores municipais tenham conhecimento da realidade de cada escola quanto a episódios envolvendo a violência e assim possam formular ações para combater tal prática. “A lei visa o combate a qualquer tipo de violências nas escolas, ou seja, física ou verbal, pois com o decorrer dos anos, esse tipo de violência tem crescido muito, foram registrados muitos casos de mortes, no qual um adolescente que sofria esse tipo de agressão teve um surto e levou uma arma para a escola e acabou atirando em seus “colegas” de escola”, explicou o republicano.

O caso citado pelo parlamentar trata-se do da tragédia ocorrida no dia 20 de outubro, no Colégio Goyases, em Goiânia, onde um estudante de 14 anos atirou em seus colegas de classe dentro da sala de aula, matando dois alunos e ferindo outros quatro.

Ainda como ação que deve ser adotada para combater a violência, o parlamentar defende no projeto que sejam identificadas as principais causas de violência, perfil das vítimas e dos agressores, como de outros fatores considerados relevantes à compreensão do problema de violências nas escolas. Desta forma, segundo Zuffa, “estas informações ajudariam na elaboração de políticas públicas eficazes e também ações focadas no combate à violência nas escolas”.

Texto: Agência PRB Nacional, com informações da Ascom vereador Wilson Zuffa
Foto: Ascom vereador Wilson Zuffa

Posts Relacionados