Henrique Almirates 21_
Henrique Almirates

Formado em Direto e Finanças, com experiência de mais de 30 anos no setor, Henrique Almirates é homem que entende de gestão. Além de ter permanecido à frente de instituições financeiras por mais de três décadas, é conhecido no meio por sua seriedade e competência. Ao se aposentar, ingressou na política afim de contribuir com o Brasil. Desde 2010 está filiado ao PRB. Por indicação do partido, foi secretário-adjunto de Estado de Desenvolvimento Social, atuando em projetos sociais. E agora, aos 58 anos, aceitou o desafio de ser pré-candidato a prefeito de Bauru.

Casado e pai de dois filhos, Henrique Neto e Nélson, Almirates não é bauruense de nascimento, mas de coração. Uma história de carinho que começou com outra historia de amor, quando conheceu sua esposa Valquiria, ela sim natural de Bauru. Daí por diante a cidade passou a ser seu local preferido, o melhor lugar para se estar, onde passava o tempo quando não estava trabalhando. A cidade, localizada no centro-oeste paulista, possui mais de 367 mil habitantes.

Agora, Almirates quer contribuir com a cidade que ama, fazendo um plano de governo verdadeiramente republicano, ou seja, focado nos reais interesses da população. O PRB São Paulo conversou esta semana com o pré-candidato para conhecer suas propostas. Acompanhe abaixo.

Com líderes do PRB - (da esq. para dir.) Sergio Fontellas, presidente estadual (interino) do PRB, o presidente nacional (licenciado) do PRB e ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Almirates e o deputado federal Vinícius Carvalho
Com líderes do PRB – (da esq. para dir.) Sergio Fontellas, presidente estadual (interino) do PRB, o presidente nacional (licenciado) do PRB e ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Almirates e o deputado federal Vinícius Carvalho

PRB São Paulo – Você já militava em algum partido ou atuado na política antes?

Henrique Almirates – Lá atrás eu tive uma passagem muito rápida por outro partido, mas era apenas filiado, nunca concorri a nenhum cargo público ou fiz algum trabalho.

PRB São Paulo – Por que decidiu atuar na política?

H.A. – Por desafio. Eu conheço o Presidente Nacional do PRB há mais de dez anos, dessa amizade surgiu um convite, e conhecendo a pessoa íntegra e de bom caráter que ele é, eu percebi que deveria estar junto para ajudar a pensar a política de uma forma diferente.

PRB São Paulo – E por que escolheu o PRB, e não outro partido, para fazer parte? O que fez com que se identificasse com o PRB?

H.A. – Na verdade a identificação inicial foi com a pessoa do Dr. Marcos Pereira, o convite surgiu dele e pela amizade antiga, ele me fez o convite para entrar na política atuando junto ao partido no qual ele era presidente, e confiando na pessoa, naquele momento eu entendi que seria a melhor legenda a escolher. Quando eu li o estatuto e conheci mais sobre o Partido Republicano Brasileiro, eu percebi que a decisão foi realmente a mais correta.

PRB São Paulo – Conte-nos um pouco sobre sua trajetória no PRB até aqui.

H.A. – Minha primeira participação junto ao PRB durante a disputa do atual deputado Celso Russomano à prefeitura de São Paulo, eu participava da equipe de campanha dele, eu contribuí com a minha experiência corporativa de administrador. Logo depois, eu acabei sendo convidado pelo presidente do partido para o cargo de secretário adjunto da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, secretaria na qual o PRB era responsável.

Almirates na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social posando para a campanha Viva Leite
Almirates na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social posando para a campanha Viva Leite

PRB São Paulo – Porque aceitou o desafio de disputar a prefeitura?

H.A. – Percebi que pela minha experiência de vida, de cargos que ocupei e por aquilo que eu penso por modelo de gestão foi o grande desafio que eu tive, de apresentar uma proposta de governo com o que eu acredito que seja o melhor modelo para administrar uma cidade. Foi isso que me motivou a modelos e pessoas para que a gente possa administrar essa cidade e melhorar o que estamos enxergando por aí.

PRB São Paulo – Nos fale um pouco sobre a cidade de Bauru. Como analisa o atual cenário?

H.A. – Estou em Bauru há mais de 30 anos. A família da minha esposa sempre foi daqui, e desde que meus filhos nasceram eu escolhi Bauru como o meu ‘porto seguro’. Infelizmente nunca tive a oportunidade de trabalhar na cidade, trabalhei em várias áreas, principalmente na cidade de São Paulo, e minha ideia sempre foi morar e viver em Bauru, e foi isso que me trouxe pra cá. A cidade se tornou o meu ponto de referência e meu refúgio aos fins de semana, feriados e férias, sempre que eu tinha oportunidade eu fazia questão de viver essa cidade. Há alguns anos eu tive a chance de vir morar definitivamente aqui. Foi então que percebi que poderia contribuir, dar algum retorno para a cidade que muito bem me acolheu.

PRB São Paulo – Qual é o principal problema do seu município hoje? Como pretende resolvê-lo?

O principal problema é a saúde. Esse é disparadamente o setor com maior dificuldade. Nós estamos estudando cada ponto que pode ser melhorado e encontrando através de modelos de gestão, tecnologia e pessoas competentes uma forma de administrar os projetos, entre eles a saúde, a questão da educação, do transporte, e todos os outros. Temos a seguinte filosofia, o que está bom será ampliado, e o que não está bom nós vamos melhorar. Queremos que a população de Bauru tenha uma cidade que ofereça qualidade de vida. Resolvendo esse problema ou amenizando essa dor, vamos construir uma cadeia interligada de equilíbrio entre as áreas, podendo assim melhorar todos os serviços públicos para transformar a cidade em um lugar melhor para se viver.

Assessoria registra Almirates fazendo Selfie com a população
Assessoria registra Almirates fazendo Selfie com a população

PRB São Paulo – Como os moradores da sua cidade se expressam sobre a atual administração?

H.A. – Pelo o que acompanhamos há um descontentamento geral ao serviço, estamos hoje chegando ao final de governo que está sofrendo com a falta de recursos, quando faltam recursos os problemas aparecem e chegam aos olhos do povo. Hoje em Bauru falta de medicamento, falta atendimento na rede hospitalar e postos de serviços, falta de água e assim os problemas vão se acumulando, isso mostra que a cidade precisa repensar sobre sua forma de administração, porque administrar com sobra de dinheiro qualquer pessoa com o mínimo de noção consegue fazer, agora, você administrar com carência de recursos mostra a capacidade do gestor em enfrentar os desafios.

É nessa linha que vamos buscar alternativas, que não necessariamente passem pelo poder fiscal da cidade, ou seja, ela tem o poder de arrecadar e gastar aquilo que é possível, isso se chama sustentabilidade, pois a partir do momento que existe de um lado a receita e do outro a despesa e há um equilíbrio isso demonstra uma cidade sustentável, mas quando existe a falta de recursos, temos que ir buscá-los junto ao Estado, União ou através de entes internacionais dispostos a realizar um investimento para que possa haver um equilíbrio deste quadro. Uma das alternativas é o enxugamento da máquina, não se pode pensar que é necessário aumentar as despesas para administrar uma cidade. Não, você tem que pensar em racionalizar a despesa para que ela não aumente na mesma velocidade que a receita, ou, mais rápido que a receita, aí ela se torna uma cidade ingovernável.

PRB São Paulo – Conte-nos um pouco sobre suas principais propostas.

H.A. – Estamos analisando a cidade por setores, existem problemas comuns a todas essas regiões, mas existem problemas específicos de cada bairro ou região, cada um deles ser tratado de forma diferente. Nossos planejamentos estão sendo de forma setoriais, vamos ter um número específico de ações a serem implantadas em cada região. Nós temos uma base de estudo que se chama ‘Cidades Inteligentes’, onde estamos analisando em 17 eixos da cidade o que pode ser melhorado em casa uma delas individualmente. Quando formos fazer um projeto para mobilidade humana, nós saberemos como melhorar as linhas, o transito da cidade, como melhorar a questão de transbordo do passageiro que vai de uma região para outra, então é necessário existir uma ação integrada possibilitando uma melhorar na questão da mobilidade.

PRB São Paulo – Como você se descreve como pessoa?

H.A. – Eu sou uma pessoa prática, gosto de tomar decisões e não tenho medo de tomá-las, gosto de planejar e de executar, muitos tem ótimas ideias e as deixam no papel, procuro colocar de pé as ideias, mesmo que elas não sejam minhas, e sim de um grupo, mas gosto de ação, gosto de resolver problemas, não fico adiando, prefiro resolvê-los rapidamente. Sou determinado, não fujo de situações de crise, as enfrento e não aceito injustiças, me contrario muito quando vejo injustiças acontecendo e não posso resolvê-las. Se precisar comprar briga, eu compro!

Com o deputado federal e pré-candidato a prefeito de São Paulo pelo PRB, Celso Russomanno
Com o deputado federal e pré-candidato a prefeito de São Paulo pelo PRB, Celso Russomanno

PRB São Paulo – Há alguma coisa que queira falar e que não foi perguntado ao longo da entrevista?

H.A. – Gostaria de complementar, explicando que o modelo que nós temos de política está denegrindo a imagem do nosso país, é necessário mudar essa regra e colocar os interesses republicanos, ou seja, os interesses da população em primeiro lugar. Atendidos esses interesses, vamos para um segundo momento, onde existem os interesses partidários de governo, então as pessoas que estão governando as cidades, grupos políticos, partido “A”, “B”ou “C” têm que respeitar a regra primeira, que é a regra da republica e tentar conciliar com os interesses de governo, deu para fazer isso, ótimo, não deu, é necessário voltar para a regra número um. A terceira regra são os interesses particulares, individuais, que tem importância também, desde que lícitos, então os interesses individuais, sejam de associações, de pessoas, de grupos e cargos, para isso é necessário observar muito bem as regras anteriores. É assim que pretendemos administrar a cidade de Bauru, muita transparência, pé no chão, pulso firme, não permitir desmandos, entender que aquilo que é público passa a ser privado, isso não acontecerá no nosso eventual governo.

Ping-pong

Sua motivação: Querer um planeta melhor, uma cidade melhor!

Um sonho: Fazer com que o país se torne mais igualitário, um país de primeiro mundo.

Família: Base da sociedade, a mais importante dos pilares junto com Deus.

Cidade: Bauru

Brasil: Muito rico, um país com potencial gigante, uma terra maravilhosa e mal administrada.

PRB: O partido que me deu condições livres de democracia e de pensamento

Inspiração: Juscelino Kubitschek

Confiança: Deus

Uma frase: “Ordem e progresso”

Quem é você: Uma pessoa que lutou muito e conquistou cada degrau com muito sacrifício na vida, hoje eu quero construir mais em prol de uma sociedade mais justa.

Uma mentira: Populismo

Uma verdade: É possível vencer, depende de cada um

Henrique Almirates 1
Henrique Almirates

Entrevista conduzida pela Ascom PRB São Paulo

Posts Relacionados