Marcos Pereira (PRB-SP) demonstrou força política ao ser eleito nesta noite como 1º Vice-Presidente da Câmara com 398 votos dos 513 possíveis para o biênio 2019-2020
Marcos Pereira (PRB-SP) demonstrou força política ao ser eleito nesta noite como 1º Vice-Presidente da Câmara com 398 votos dos 513 possíveis para o biênio 2019-2020

Brasília (DF) – Depois de tomar posse na manhã de hoje (1º) para seu primeiro mandato como deputado federal, Marcos Pereira (PRB-SP) demonstrou força política ao ser eleito nesta noite como 1º Vice-Presidente da Câmara com 398 votos dos 513 possíveis para o biênio 2019-2020.

Durante sua campanha entre os deputados, o presidente nacional do PRB defendeu uma Câmara forte, produtiva e respeitada com gestão eficiente, diálogo e capacidade de unir divergentes, atributos característicos a ele e coerentes com sua história.

“A sociedade tem uma percepção ruim do parlamento e acho que isso acontece muito em função da dificuldade de se comunicar bem. Há muita coisa a corrigir, mas há também muitas boas ações que precisam chegar na ponta”, disse Marcos Pereira.

O deputado vem defendendo o apoio às reformas estruturantes para organizar e sanar a economia brasileira. Para ele, a Câmara terá papel fundamental no debate e na construção de propostas que representem avanços, não retrocessos.

“Não podemos e não vamos fugir da responsabilidade. É hora dos deputados entenderem que é preciso enfrentar mesmo as questões mais polêmicas, pois a sociedade espera de nós uma posição”, defendeu.

Marcos Pereira também ressaltou a importância da integração e do interesse da população à vida legislativa do País.

“É essencial que o cidadão entenda o papel do deputado, o que pode e o que não pode fazer, porque assim a sociedade pode acompanhar os trabalhos legislativos e cobrar seus representantes de maneira mais efetiva”, explicou Marcos Pereira.

As funções do vice-presidente

Cabe ao vice-presidente da Câmara substituir o presidente na sua ausência ou em impedimentos, além de elaborar pareceres sobre os requerimentos de informações e os projetos de resolução.

Texto e foto: Ascom Deputado Federal Marcos Pereira

Posts Relacionados