“Se medidas de prevenção e manutenção tivessem sido respeitadas, a barragem não teria se rompido. E mesmo com o rompimento, pessoas não teriam perdido a vida”, disse o republicano
“Se medidas de prevenção e manutenção tivessem sido respeitadas, a barragem não teria se rompido. E mesmo com o rompimento, pessoas não teriam perdido a vida”, disse o republicano

Brasília (DF) – O deputado federal Roberto Alves (PRB-SP) iniciou, nesta terça-feira (29), a coleta de assinaturas de parlamentares para instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara dos Deputados para investigar negligências ambientais e trabalhistas, as quais resultaram na morte de dezenas de pessoas com o rompimento da barragem 1 da Mina do Feijão, em Brumadinho (MG).

Para requerer a instalação da “CPI de Brumadinho” junto ao presidente da Câmara, são necessárias 171 assinaturas, equivalente a um terço do total de deputados, que são 513. Roberto Alves já recolheu assinaturas durante a reunião da bancada republicana, na tarde desta terça-feira (29). Ele recebeu o apoio de 27 colegas, entre eles, do presidente nacional do PRB, deputado federal eleito, Marcos Pereira (SP).

Na justificativa apresentada em requerimento, Roberto Alves explica que é dever do Poder Legislativo investigar as negligências que resultaram nas dezenas de mortes, com o rompimento da barragem em Brumadinho. “Se medidas de prevenção e manutenção tivessem sido respeitadas, a barragem não teria se rompido. E mesmo com o rompimento, pessoas não teriam perdido a vida”, disse o republicano.

Nesta CPI, Roberto Alves pretende ampliar a investigação, apurando o descaso que envolve as 24.092 barragens no Brasil. “Queremos convocar representantes das empresas mineradoras, do Poder Público responsáveis pela fiscalização nas barragens, entre outras autoridades estaduais e federais, para que possamos expor esta realidade ao Brasil e discutir soluções. Não podemos fechar os olhos para esta tragédia, a exemplo do que ocorreu em Mariana (MG)”, afirmou.

Texto: Ascom Deputado Federal Roberto Alves
Foto: Douglas Gomes

Posts Relacionados