Texto apresentado pelo parlamentar acaba com a limitação do ingresso de bombeiros ao Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal
Texto apresentado pelo parlamentar acaba com a limitação do ingresso de bombeiros ao Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal

Brasília (DF) – O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, na quarta-feira (22), a Medida Provisória 872/19, que amplia o prazo para o pagamento de gratificações a servidores e empregados cedidos à Advocacia-Geral da União (AGU). Também foi aprovada a emenda do deputado Julio Cesar (PRB-DF) à MP. O texto apresentado pelo parlamentar acaba com a limitação do ingresso de bombeiros ao Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal – CBMDF.

Julio Cesar quer garantir a segurança. Ele chamou atenção para o crescimento populacional do DF. “A contratação de bombeiros deve ter consonância com o atendimento necessário e suficiente para o número de habitantes do Distrito Federal, especialmente quando consideramos a criação de inúmeras regiões administrativas, além de outras áreas urbanas e rurais ainda em fase de regularização”, disse.

Ele esclarece que, atualmente, o efetivo existente é de 5.706 bombeiros, o que corresponde a apenas 58% do efetivo previsto em lei. “Se não houver ingressos e os bombeiros militares que já possuem os requisitos seguirem para a reserva remunerada ou aposentadoria nos próximos cinco anos, a falta desses profissionais poderá se agravar, ao considerar que o efetivo poderá diminuir dos atuais 58% para cerca de 40%”, justificou.

A matéria será apreciada pelo Senado Federal.

Texto: Fernanda Cunha, com edição de Mônica Donato / Ascom – Liderança do PRB
Foto: Douglas Gomes

Posts Relacionados