_20180628_150553
Coordenadora do PRB Mulher SP participou de evento promovido pelo Ministério Público Federal que reuniu representantes de partidos na capital paulista

São Paulo (SP) – A coordenadora estadual do PRB Mulher de São Paulo, Ana Karin Andrade, participou nesta terça-feira (26 ) do “Encontro suprapartidário em prol das candidaturas femininas”, promovido pelo Ministério Público Federal em sua sede em São Paulo (SP).

O evento teve como objetivo reunir lideranças, candidatas e mulheres para discutir a igualdade feminina perante a sociedade brasileira e a participação da mulher na política. Foi realizada uma mesa de debate com a ex-ministra do TSE, Luciana Lóssio; a representante da ONU Mulheres, Dra. Nadine Gsman; a professora e jurista, Luciana Ramos; a procuradora eleitoral, Dra. Aline Jurca Zavaglia; a especialista em direito eleitoral, Dra. Karina Kufa; e a ativista do movimento negro Cidinha.

As mulheres presentes no encontro, representantes de setorais de mulheres dos partidos, parlamentares e pré-candidatas a cargos eletivos nesse ano foram convidadas a discursar, após o debate, depois de terem feito inscrição prévia. A coordenadora do PRB Mulher São Paulo contou sua trajetória como pessoa pública, como quando ocupou o cargo de prefeita na cidade de Cruzeiro (SP) e também quando defendeu nas Nações Unidas programa de prevenção à prostituição infantil. Ana Karin utilizou a sua história para testemunhar que não é fácil, mas é possível que a mulher ocupe o seu lugar na política.

“A partir desse ano, 30% do fundo partidário deverá ser utilizado pelos partidos em prol da participação das mulheres na política. Esse é um momento esencial para promovermos essa inclusão. Precisamos cada vez mais fortalecer essa ideia e o PRB Mulher faz parte disso”, afirmou Ana Karin ao final do evento.

Para a coordenadora do PRB Mulher São Paulo, é importante estimular que as mulheres se engajem politicamente e se unam pela sua maior participação. “Temos que estar juntas, apoiar a outra e aplaudir as suas qualidades, apesar das diferenças. Só assim iremos conseguir a mudança”, disse a coordenadora.

Fonte: Ascom PRB Mulher SP

Posts Relacionados