_MG_9651

O mês de novembro é marcado por períodos de grande movimento nos comércios. Uma pesquisa divulgada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), realizada nas 27 capitais brasileiras, indicou que 40% dos consumidores pretendem adquirir presentes pela internet. Desses, 54% disseram que pretendem comprar mais da metade das lembranças de fim de ano dessa forma.

 

A Black Friday, famosa semana de grandes descontos nos comércios, pode render boas compras para o consumidor. Algumas lojas planejam seus estoques para começar as vendas com descontos já no início do mês. Outros sites prometem preços mais baixos durante uma semana. Cabe ressaltar que também é preciso estar atento para não cair em golpes, e ao invés de economizar acarretar prejuízos. Separei algumas dicas para realizar as compras com segurança:

 

  • Faça um bom planejamento de gastos

Relacionar os produtos que pretende comprar, e quanto pretende gastar é o primeiro passo para um bom planejamento. Você pode se deparar com itens com preços extremamente atrativos e que valham a pena comprar. Apenas se certifique de que eles estão dentro do seu orçamento.

  • Pesquise preços antes da data e em vários sites

Para saber se um item está mesmo com desconto, pesquise os preços nas lojas online antes da Black Friday, ou do período em que serão oferecidos os descontos. Assim, você poderá ter uma base de comparação real dos preços. Lojas fraudulentas podem anunciar itens com desconto sem alterar o valor dos produtos. Lembre-se também de calcular o frete da entrega para saber se a compra vai sair mesmo mais barata.

  • Faça valer os seus direitos

O Código de Proteção e Defesa do Consumidor é uma lei ampla e completa, para garantir que o consumidor seja respeitado. E se aplica também a compras pela internet. Caso o produto entregue não seja o prometido, você pode solicitar a troca ou reposição do item. O consumidor também pode se arrepender da compra. Nestes casos, tem até sete dias a partir do recebimento da mercadoria para solicitar a devolução da quantia paga e devolver o produto.

  • Exija a nota fiscal

Ela é a sua garantia caso o produto apresente algum defeito. É importante guardar recibos e anotar os números de protocolos para que possa rastrear a entrega do produto.

  • Site seguro

Verifique informações sobre o site, que deve possuir um endereço comercial físico e telefones.

A empresa também deve ter um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas) e, além disso, o consumidor deve pesquisar sobre a qualidade e a reputação da loja nos sites de órgãos de defesa ao consumidor.

O consumidor ainda deve observar se a loja on-line oferece ambiente seguro através da visualização no site dos selos como “Internet Segura” e “Site Seguro”.

*Jorge Wilson Xerife do Consumidor é Deputado Estadual pelo PRB em São Paulo

Posts Relacionados